Última hora
This content is not available in your region

Holanda processa Rússia pela tragedia do MH17

euronews_icons_loading
Holanda processa Rússia pela tragedia do MH17
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O governo holandês anunciou que vai levar a Rússia ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos em Estrasburgo pelo seu alegado papel na queda do avião da Malasia Airlines no leste da Ucrânia em julho de 2014, o voo MH17.

Na altura morreram 298 pessoas.

“Fazemos isto para dar o máximo de apoio às famílias das vítimas nos seus processos individuais na justiça. Ao submeter este processo inter-Estados, a Holanda coloca-se ao lado das 298 vítimas do MH17, de 17 nacionalidades diferentes e, claro, todos os familiares. Ao iniciar este processo, podemos apoiar todas as pessoas nos procedimentos. O governo vai continuar a procurar a verdade, justiça e responsabilidade", declarou o primeiro-ministro Mark Rutte.

A investigação holandesa concluiu que o Boeing 777 foi abatido por míssil lançado a partir de um sistema BUK da 53º Brigada de Mísseis Antiaéreos da Federação Russa em território controlado por separatistas ucranianos pró-russos.

Moscovo nega envolvimento e atribui responsabilidade a Kiev por ter permitido o voo numa zona de guerra.