This content is not available in your region

Eleições legislativas na Sìria

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Borges de Carvalho  com LUSA, EFE, AP
Syrian President Bashar Assad and his wife Asma vote at a polling station in the parliamentary elections in Damascus, Syria
Syrian President Bashar Assad and his wife Asma vote at a polling station in the parliamentary elections in Damascus, Syria   -   Direitos de autor  AP/AP

Os sírios escolhem este domingo os 250 representantes no Parlamento Nacional.

Adiadas duas vezes por causa da pandemia de Covid-19, as eleições realizam-se apenas nas áreas controladas pelo regime do presidente Bashar al-Assad, no poder há 20 anos.

Nas últimas eleições, em abril de 2016, a Frente Progressiva Nacional (aliança do partido Baas com nacionalistas e comunistas) conquistou 80% dos votos e elegeu 200 deputados.

O país vive uma guerra civil desde 2011 e tem uma economia devastada. Os nove anos de guerra provocaram mais de 400 mil mortos e levaram pelo menos 5 milhões de sírios a refugiar-se nos países vizinhos.

O país tem agora cerca de 17 milhões de habitantes, 80% dos quais vive abaixo do limiar da pobreza.

A crise económica na Síria foi agravada nos últimos meses pelo novo coronavírus e pelo aumento das sanções norte-americanas contra o regime do Presidente Bashar al-Assad.

Os resultados das eleições devem ser conhecidos esta segunda-feira.