Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Autoridades italianas apertam cerco à vida noturna

euronews_icons_loading
RAI
RAI   -   Direitos de autor  Riccardo De Luca/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O regresso de muitos italianos à vida noturna fez soar os alarmes da propagação do surto de Covid-19, num dos países mais duramente castigados pela pandemia. Na semana passada, mais de 1200 pessoas foram identificadas pela polícia durante patrulhas no popular bairro de Trastevere, em Roma.

Em vários pontos críticos da cidade, as autoridades tentam, a todo o custo, evitar concentrações noturnas, perante o potencial de risco. Nada que demova, no entanto, muitas pessoas que se deixam seduzir pelo ambiente da movida de verão e pela miragem de normalidade, ainda que aparente.

Precisamente por causa da ameaça, que ainda persiste, as autoridades da região de Lácio trabalham numa ordem para o uso obrigatório de máscara na rua, em caso de uma grande concentração de pessoas.

Já na ilha de Capri, até 31 de julho, os visitantes serão obrigados a usar máscaras na rua e durante os fins de semana, das 18h00 às 04h00.

No resto do país, o uso obrigatório aplica-se aos transportes públicos e espaços fechados como lojas, restaurantes, ou lugares onde não é possível manter a distância de segurança mínima de um metro.