Última hora
This content is not available in your region

Há mais duas tartarugas marinhas de volta ao mar

euronews_icons_loading
Momento da libertação das tartarugas marinhas pelo Zoomarine
Momento da libertação das tartarugas marinhas pelo Zoomarine   -   Direitos de autor  RTP
Tamanho do texto Aa Aa

"Querubim" e "Quibi", duas tartarugas marinhas recuperadas pelo Porto d'Abrigo, o centro de reabilitação animal do Zoomarine, no Algarve, já estão de volta ao mar.

Uma tinha sido apanhada presa em redes de pescas. Outra deu à costa no Porto de Pesca de Sines.

Após meses a recuperar, as duas tartarugas embarcaram esta semana numa viagem rumo a águas seguras, com a proteção da marinha portuguesa e a supervisão do biólogo Élio Vicente.

"Vão andar cerca de 20 ou 30 anos a girar pelos oceanos até finalmente regressarem às praias de origem onde acasalarão e as fémeas irão depositar os novos ovos", explicou o biólogo do zoomarine à RTP.

Élio Vicente sublinha a importância de salvar "cada um destes indivíduos" com o facto de que, embora "uma só fémea pode colocar por ano 300, 500, 600 ovos ou até mais", nesta espécie, "normalmente, por cada ovo colocado, dos 1.000 indivíduos que nascem apenas um chega à vida adulta".

As duas tartarugas marinhas foram libertadas a cerca de 10 milhas náuticas (19km) a sul de Portimão, longe das artes de pesca costeira e de arrasto.

Cada uma leva agora um "microchip" de identificação.

"Que as boas marés protejam a 'Quibi' e a 'Querubim' nesta segunda fase de vida independente e o que o seu exemplo de luta, resistência e vitória seja um sinal de esperança para todos nós", expressou a equipa do Zoomarine na página oficial.

🚨 TARTARUGAS MARINHAS EM RECUPERAÇÃO NO PORTO D'ABRIGO 🐢 Após a estadia destes dois espécimes - Querubim...

Publiée par Zoomarine Algarve, Portugal sur Vendredi 17 juillet 2020