Última hora
This content is not available in your region

Banco da Lituânia emite LBCOIN

euronews_icons_loading
Banco da Lituânia emite LBCOIN
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Desde os sistemas de troca na idade média até à invenção do dinheiro, os processos de pagamento evoluíram ao longo da história. As moedas foram usadas pela primeira vez no século VII na Grécia e as notas de apareceram na Suécia no século XVII. Agora é a Lituânia que faz história, com o lançamento de uma nova moeda digital chamada LBCOIN. É a primeira moeda digital de coleção do mundo, emitida por um banco central.

Primeiramente é uma moeda de coleção que assinala a declaração da independência da Lituânia em 1918 e pensámos que talvez pudéssemos tentar fazer a ligação entre o mundo físico e o mundo digital.
Marius Jurgilas
Banco da Lituânia

O Banco Central da Lituânia diz que se trata da "primeira moeda colecionável digital baseada em blockchain do mundo. A tecnologia blockchain (Cadeia de Blocos) permite a verificação e o registo de transações.

Cada token - cada ativo digital - apresenta um retrato de uma das 20 figuras históricas da Lituânia que assinaram a declaração da independência do país em 1918. Existem 24 mil disponíveis para venda.

Ao adquirir um token digital de cada uma das seis categorias, os colecionadores poderão trocá-los por uma moeda de prata de coleção, com uma edição limitada de 4 mil unidades.

O valor da LBcoin na forma física é de 19,18 euros. Para comemorar 1918, o ano da assinatura da Independência da Lituânia. Os tokens colecionáveis representam os signatários da Independência. Se uma pessoa colecionar a figura de um presidente, um padre e um cientista numa determinada combinação, poderá adquirir o objeto físico.
Marius Jurgilas
Banco da Lituânia
Até agora, o uso da tecnologia blockchain para colecionáveis estava reservado principalmente aos jogos e ao desporto, a numismática é algo completamente novo.
Liutauras Strimaitis
Euronews