China entra na corrida rumo a Marte

China entra na corrida rumo a Marte
Direitos de autor AP/MHI
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A sonda deverá alcançar a órbita de Marte em fevereiro de 2021, estando prevista a aterragem no solo em maio. A Missão Tianwen-1 tem como objetivo procurar água no subsolo de Marte ou provas de uma possível vida no planeta.

PUBLICIDADE

A China entra na corrida rumo a Marte. Esta quinta-feira, lançou uma missão que tem como objetivo pousar uma sonda no planeta vermelho.

Um feito apenas alcançado pelos Estados Unidos da América.

A missão Tianwen-1 (Questões para o Céu, em mandarim) foi lançada pelo foguetão Longa Marcha 5, a partir da do centro de Wenchang, na ilha tropical de Hainan, no sul do país.

A sonda deverá alcançar a órbita de Marte em fevereiro de 2021, estando prevista a aterragem no solo em maio. A Missão Tianwen-1 tem como objetivo procurar água no subsolo de Marte ou provas de uma possível vida no planeta.

Os Estados Unidos anunciaram já que pretendem lançar a sonda Perseverance, a partir do estado da Florida, rumo a Marte, já na próxima semana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Missão "Marte 2020" descolou com êxito

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Sobreviventes enfrentam o frio após sismo que matou 131 pessoas na China