Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Já mais de 16 milhões de pessoas foram infetadas

euronews_icons_loading
Covid-19: Já mais de 16 milhões de pessoas foram infetadas
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

O mundo está a contas com a covid-19 e a fatura da pandemia é cada vez mais pesada, com mais de 16 milhões de infetados e quase 650 mil mortes registadas.

Os Estados Unidos lideram a lista do número de casos, tendo a Califórnia passado a ser o epicentro de contágio no país, com mais de 453 mil, já à frente de Nova Iorque, uma das regiões mais afetadas.

Na América Latina, o México registou 729 mortos e 6.751 casos de covid-19 nas últimas 24 horas. De acordo com o ministério mexicano da Saúde, há, no país, mais de 93 mil casos suspeitos à espera dos resultados dos testes clínicos.

Depois de ultrapassar o Peru, o México é agora o sexto país do mundo com mais casos de covid-19. Mas, no continente, tem ainda à frente o Brasil, que este sábado contava com cerca mais de 51 mil novos casos e de 1.200 mortes devido à pandemia. No total, o país aproxima-se dos 2,5 milhões de infetados e e o número de óbitos está acima dos 86 mil.

Na Austrália, o estado de Vitória registou 19 mortes por covid-19, em um dia, o número mais elevado de sempre na região e bateu ainda, pelo segundo dia consecutivo, o recorde de número de infetados, com 459 novos casos. .

Já a Coreia do Norte acionou o estado de emergência e o confinamento numa cidade na fronteira. De acordo com os meios de comunicação estatais, as medidas foram tomadas após uma pessoa com suspeitas de estar infetada ter entrado ilegalmente no país, vinda da Coreia do Sul.

A infeção por coronavírus foi entretanto confirmada, tornando-se no primeiro caso registado de covid-19 no país.