Última hora
This content is not available in your region

Peregrinação a Meca com limite de participações

euronews_icons_loading
Peregrinação a Meca com limite de participações
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Um Hajj simbólico e diferente. Este ano, o ritual da peregrinação anual a Meca foi alterado devido à pandemia de Covid-19. Os peregrinos costumam dirigir-se até à cidade sagrada aos milhões, mas este ano foram menos de 10 mil as pessoas autorizadas a cumprir a tradição.

Apenas sauditas e estrangeiros residentes na Arábia Saudita podem participar no ritual islâmico.

Peregrinos muçulmanos começaram a chegar, mas o habitual mar de pessoas deu lugar a pequenos grupos de 20 elementos, para limitar o contacto e uma possível transmissão do novo coronavírus. Os participantes terão de respeitar um período de quarentena após o ritual.

A máscara é um acessório indispensável e a proximidade nas orações deu lugar ao distanciamento social.

O Hajj é um dos rituais mais importantes do Islão. Segue os passos que Profeta Maomé percorreu há quase 1.400 anos. Considerado uma experiência única que pretende cultivar maior humildade e unidade entre os muçulmanos.