Última hora
This content is not available in your region

Estónia lança visto para "Nómadas digitais"

euronews_icons_loading
Estónia lança visto para "Nómadas digitais"
Direitos de autor  David Keyton/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A Estónia abre o processo de vistos para nómadas digitais, para atrair visitantes e movimentar a economia do país.

O novo visto facilita trabalho remoto e permite trabalhar legalmente à distância. Permite também, a estadia no país até um ano, incluindo 90 dias de viagem pela Europa.

O ecossistema das start-ups continua em desenvolvimento e antigas fábricas soviéticas transformadas em empresas são um cenário cada vez mais comum na capital, Tallinn.

A Estónia já tinha avançado com um programa de e-residency - um programa de residência digital/virtual para empreendedores. O programa atraiu 70 mil pessoas, oferecendo acesso on-line aos serviços do governo. Desde o lançamento, em 2014, gerou 41 milhões de euros.

Com o novo visto, os profissionais poderão mudar-se e viver legalmente no país. Outros países europeus, como Alemanha, Espanha e Portugal, oferecem ofertas semelhantes para trabalhadores independentes.

Durante a pandemia de COVID-19, muitas empresas foram obrigadas a repensar as políticas de funcionamento e trabalhar à distância tornou-se no novo normal.

De repente, temos milhões de pessoas que percebem que podem trabalhar à distância e os empregadores também sabem que podem trabalhar remotamente. A minha esperança e previsão é que teremos uma explosão do número de pessoas a trabalhar como nómadas digitais.
KAROLI HINDRIKS
Empresa - JOBBATICAL