EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Itália assinala os 40 anos do massacre de Bolonha

Arquivo
Arquivo Direitos de autor euronws
Direitos de autor euronws
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma cerimónia sóbria assinalou os 40 anos do massacre de Bolonha, considerado o pior atentado no país que matou 85 pessoas e feriu mais de 200 quando uma mala carregada com dinamite explodiu na manhã de 2 de agosto de 1980.

PUBLICIDADE

Bolonha e Itália não esquecem aquele que foi um dos piores ataques terroristas de sempre no país.

Este domingo, devido à pandemia de Covid-19, uma cerimónia sóbria assinalou os 40 anos do ataque na estação ferroviária de Bolonha que ceifou a vida a 85 pessoas e feriu outras duzentas pessoas.

O relógio da estação marca 10 horas e 26 minutos desde 1980, momento em que uma mala carregada com dinamite rebentou semeando a morte e a destruição.

Apesar de terem sido condenados vários membros do grupo neofascista Núcleo Armado Revolucionário, nunca se conheceu quem ordenou e financiou o ataque. Há pistas que levam a crer no envolvimento da loja maçónica P2.

Um dos responsáveis Vincenzo Vinciguerra, atualmente a cumprir perpetua, tinha referido em tribunal a existência de uma organização oculta dentro do estado com ligações aos serviços secretos e à NATO.

Presidente, primeiro-ministro e membros da classe política são favoráveis à reabertura das investigações para se conhecer toda a verdade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nova lei para ex-detidos por terrorismo em França

Suspeito de ataque em Manchester acusado de terrorismo

Ataque de polícia em Paris investigado por Unidade Antiterrorismo