Praias sem resíduos plásticos

Praias sem resíduos plásticos
Direitos de autor Matt Dunham/AP
Direitos de autor Matt Dunham/AP
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

França lidera movimento verde para preservar o azul dos oceanos.

PUBLICIDADE

França lidera o movimento verde para preservar o azul dos oceanos. Durante uma visita a Biarritz que assinalou a importância da biodiversidade, a ministra para a Transição Ecológica de França disse estar comprometida na eliminação do lixo nos oceanos. A iniciativa "para as praias sem resíduos plásticos" enumera 15 ações concretas em termos de prevenção, incluindo sensibilização e limpeza.

Barbara Pompili incentiva todas as comunidades costeiras a aderirem ao movimento que já reúne cerca de dez cidades. Eis os resíduos que mais se encontram nas praias europeias: sacos, talheres, copos ou embalagens para alimentos - quase sempre descartáveis.

Estas medidas pretendem contribuir para o objetivo fixado pelo Plano de Biodiversidade de "zero plásticos no mar até 2025". No ano passado, a União Europeia decidiu proibir uma série de produtos deste género, como palhinhas ou cotonetes.

A poluição marinha é o flagelo do litoral. Todos os anos, entram nos oceanos cerca de oito milhões de toneladas de resíduos e 80% destes resíduos são feitos de plástico.

Referindo-se também ao aumento dos resíduos plásticos ligados à crise sanitária, a ministra para a Transição Ecológica de França, pediu desculpa por ainda ter que fazer passar este tipo de mensagem, mas disse que todas as pessoas podem ser um modelo de eco-cidadão - tudo começa por não deitar a máscara no chão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jovens cabo-verdianos transformam óleo usado em sabão e detergente

Poluição dos oceanos em debate na Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio

Beber água da chuva: Seguro ou perigoso?