Teste da Covid-19 através do gargarejo

Teste da Covid-19 através do gargarejo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Áustria testa milhares de professores e alunos

PUBLICIDADE

A poucas semanas do início das aulas, a Áustria apresentou um plano para o funcionamento das escolas em plena pandemia da Covid-19.

Cerca de 15 mil estudantes e 1200 professores vão ser testados ao novo coronavírus, no entanto, a desconfortável zaragatoa é posta de lado. As crianças vão gargarejar uma solução de açúcar e sal durante um minuto, e depois cospem o líquido para um tubo para ser examinado.

A euronews falou com o microbiologista Michael Wagner que referiu ter ficado surpreendido pois até mesmo crianças de 6 anos de idade conseguem gargarejar sem problemas. Foram realizados estudos comparativos e puderam demonstrar que "os resultados são absolutamente comparáveis."

Numa altura em que o número de testes realizados cresce, de dia para dia, os cientistas oferecem um método simples, sem qualquer interesse financeiro. Em muitos lugares, as zaragatoas, necessárias para o teste de esfregaço, chegaram mesmo a esgotar.

O microbiologista sublinha que "o gargarejo torna o método muito mais baixo. As pessoas não têm medo dele, podem fazê-lo facilmente com crianças, podem repeti-lo, podem até, potencialmente fazê-lo em casa, mas isso não o torna dramaticamente mais barato.

Testar alunos e professores permite às autoridades adaptar as medidas adotadas nas escolas. De acordo com Michael Wagner, as crianças são tão infecciosas como os adultos.

Sendo pai de quatro crianças, o cientista afirma que gostaria que os mais pequenos fossem menos infecciosos, mas segundo a informação disponível, não é esse o caso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crianças ucranianas enfrentam traumas devido ao conflito com a Rússia

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

O segredo da Dinamarca para ter uma das taxas mais baixas de bullying na Europa