EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Droga Sintética invade ruas húngaras

Doses de "Bull" apreendidas pela polícia húngara
Doses de "Bull" apreendidas pela polícia húngara Direitos de autor Hungary Police
Direitos de autor Hungary Police
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Chama-se "Bull" e é um canabinóide sintético que já foi ligado a mais de uma dezena de mortes na Hungria

PUBLICIDADE

A polícia húngara está a lutar contra uma nova droga que, devido ao baixo custo, está a espalhar-se rapidamente pelas ruas do país e que já foi ligada a mais de uma dezena de mortes. Originária da China, foi apelidada de "Bull" e trata-se de um canabinóide sintético, bastante poderoso e aditivo.

István ficou rapidamente viciado. Felizmente, conseguiu escapar da influência da nova droga e está atualmente num centro de reabilitação.

István Vince, ex-toxicodependente:"Tinha problemas todos os dias. Não conseguia fazer nada do que tinha planeado. Só me sentia motivado quando estava sob o efeito da droga."

Os especialistas dizem que é uma explicação recorrente: a droga revela-se como a escapatória para todos os problemas e desafios do quotidiano.

Balázs Kozák, terapeuta:"É uma má solução, mas é a solução que encontram. Para aliviar uma dor, para esquecer aquilo que lhes falta na vida. Ou para facilitar a existência, algo que não conseguem fazer no quotidiano. Por exemplo, para perder a inibição de ir falar com uma rapariga, para integrar um grupo ou um lugar onde se sentem aceites."

Nas ruas húngaras, um grama de "Bull" - que pode ser repartido até cinco doses - pode ser comprado pour 1500 forintes, menos de cinco euros.

Ibolya Csákó, polícia húngara:"É provavelmente usada por muitas pessoas, porque é tão barata. Um pacote pode ser dividido em várias doses e, às vezes, é possível comprar um pacote pour 500 forintes".

A polícia tem multiplicado os controlos, nomeadamente em Budapeste, nos locais tradicionalmente conhecidos pelo tráfico de droga no país.

Ádám Magyar, euronews:"Este é talvez o mais perigoso túnel de Budapeste. De acordo com testemunhas, os roubos perpetrados por toxicodependentes são frequentes. Mas a situação parece ter acalmado devido à intervenção policial."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cocaína "envenenada" faz 20 mortos e 74 hospitalizados na Argentina

Sem apoio ao Irão será difícil travar o narcotráfico para a Europa

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos