Última hora
This content is not available in your region

Exames a Alexei Navalny revelam presença de Novichok

euronews_icons_loading
Líder da oposição na Rússia adoeceu num voo de regresso da Sibéria para Moscovo
Líder da oposição na Rússia adoeceu num voo de regresso da Sibéria para Moscovo   -   Direitos de autor  AP Photo/Pavel Golovkin, Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão anunciou esta quarta-feira que os testes realizados a partir de amostras do líder russo da oposição, Alexei Navalny, sugerem a presença do agente químico Novichok.

Segundo declarações de Steffen Seibert, porta-voz da Chanceler Angela Merkel, os testes realizados num laboratório militar alemão haviam demonstrado a presença de um agente químico do grupo Novichok.

Este agente químico foi igualmente utilizado na tentativa de envenenamento do antigo espião russo Sergei Skripal e da sua filha na Grã-Bretanha em 2018.

O porta-voz do governo alemão adiantou que iria informar os países da União Europeia e da NATO sobre os resultados dos testes e discutir uma resposta conjunta apropriada.

O Kremlin já havia antes rejeitado as acusações de envolvimento no caso descrevendo-as como "ruído vazio".

Alexey Navalny, o líder da oposição na Rússia, adoeceu a 20 de agosto durante um voo da Sibéria para Moscovo.

Navalny está internado e em tratamento na Alemanha, para onde foi transferido em coma.