Última hora
This content is not available in your region

Ativistas do Extinction Rebellion bloquearam jornais britânicos

euronews_icons_loading
Ativistas do Extinction Rebellion bloquearam jornais britânicos
Direitos de autor  Frank Augstein/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Ativistas do grupo Extinction Rebellion bloquearam este sábado o acesso a duas gráficas onde são impressos jornais do grupo News Corp, controlados pela família de Rupert Murdoch.

O bloqueio provocou distúrbios na distribuição dos jornais: Financial Times, The Times, The Daily Mail, The Sun e The London Evening Standard.

Uma das gráficas situa-se a norte de Londres; a outra na região Liverpool.

Segundo os ativistas o objetivo do protesto é "denunciar a ineficácia destes medias na informação sobre o clima e a emergência ecológica".

A ação começou a ser preparada durante a noite, com dezenas de pessoas a chegarem aos locais e a estacionarem veículos de forma a impedir a circulação. A polícia fez 13 detenções.

No dia 1 de setembro o Extinction Rebellion deu início a 10 dias de protestos no Reino Unido, com uma marcha em direção ao parlamento britânico.

Para Além das ações já realizadas estão ainda previstas uma "caminhada da vergonha" perto do Banco de Inglaterra, um "carnaval da corrupção" perto de edifícios financeiros do governo e uma manifestação silenciosa, no exterior do Palácio de Buckingham.