Última hora
This content is not available in your region

Extinction Rebellion regressa às ruas da Europa

euronews_icons_loading
Extinction Rebellion regressa às ruas da Europa
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Mesmo com um aparente distanciamento físico, as manifestações do grupo Extinction Rebellion frente ao Palácio de Buckingham em Londres e noutros pontos da capital britânica deram que falar. A polícia fez cerca de 600 detenções ao longo dos cinco dias de protestos do grupo ecologista, na maioria dos casos por quebra das regras de prevenção da Covid-19, que proíbem ajuntamentos de mais de 30 pessoas. Nas gráficas onde são impressos vários jornais do grupo de Rupert Murdoch, os manifestantes tentaram impedir a distribuição dos jornais, que acusam de não noticiar adequadamente as alterações climáticas.

A Extinction Rebellion saiu às ruas também em Copenhaga, onde os manifestantes formaram uma cadeia humana. As manifestações percorreram também outras cidades da Dinamarca, como Aarhus e Silkeborg, com o lema de que a pandemia não pode ocupar a totalidade da agenda dos políticos e dos media.

Em Varsóvia, na Polónia, o grupo organizou quatro manifestações, incluindo uma marcha que terminou frente ao ministério do Clima, em defesa das abelhas. Um pouco por toda a Europa, este foi o regresso da Extinction Rebellion às ruas, depois da paragem ditada pela pandemia.