Projeto-lei do Governo britânico ameaça romper negociações comerciais com UE

Projeto-lei do Governo britânico ameaça romper negociações comerciais com UE
Direitos de autor Matt Dunham/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Tadhg Enright com Ricardo Borges de Carvalho
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Iniciativa legislativa que Boris Johnson diz "proteger o país contra interpretações extremas do protocolo da Irlanda do Norte" viola acordo de saída do Brexit

PUBLICIDADE

Mesmo pelos padrões das complicadas conversações do Brexit, esta tem sido uma semana turbulenta.

A iniciativa legislativa do governo britânico que viola o acordo de retirada da União Europeia levou a que as negociações com Bruxelas sobre a relação comercial futura chegassem a um quase ponto de rutura.

A notícia surgiu na segunda-feira e na quarta-feira, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, esteve no parlamento a defender o projeto-lei.

"O meu trabalho é defender a integridade do Reino Unido, mas também proteger o processo de paz da Irlanda do Norte e o Acordo de Sexta-Feira Santa. E para isso precisamos de uma rede de segurança legal para proteger o nosso país contra interpretações extremas ou irracionais do protocolo da Irlanda do Norte", justificou Johnson.

A bomba explodiu quando se iniciou a última ronda de negociações entre o Reino Unido e União Europeia. No meio do choque em Bruxelas, a Comissão Europeia enviou a Londres o vice-presidente, Maros Sefcovic, para discussões paralelas e de emergência.

A proposta de lei, que potencialmente terá impacto na fronteira irlandesa, também fez soar alarmes em Washington. Os Estados Unidos são um avalista do Acordo de Paz de Sexta-Feira Santa e a manobra de Boris Johnson levou a um sério aviso da Democrata Nancy Pelosi, Presidente da Câmara dos Representantes dos EUA.

"Não haverá acordo bilateral Estados Unidos - Reino Unido se houver alterações em relação às fronteiras definidas no Acordo de Sexta-Feira Santa. Como é que eles podem não respeitar um acordo internacional? Como se pode confiar nisso?", perguntou Pelosi.

A proposta abriu também uma frente de batalha interna. Além da indignação dos partidos da oposição, alguns deputados conservadores ameaçam uma rebelião. A câmara alta do Parlamento britânico, a Câmara dos Lordes, pode também neutralizar a lei.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

David Cameron junta-se ao "lado não" da lei que muda acordo do Brexit

Tudo o que precisa de saber sobre o novo braço-de-ferro do Brexit

Boris Johnson defende projeto-lei que viola acordo do Brexit