Presidente interina da Bolívia abandona corrida eleitoral

Presidente interina da Bolívia abandona corrida eleitoral
Direitos de autor أ ب
De  Joao Duarte Ferreira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Jeanine Áñez afirma que não quer dividir oposição a todos aqueles que não querem o regresso do partido Movimento para o Socialismo ao poder

PUBLICIDADE

A presidente interina da Bolívia anunciou que abandona a corrida para as presidenciais previstas para 18 de outubro.

Jeanine Áñez afirma que quer evitar dividir os votos de todos quantos se opõem ao regresso ao poder do Movimento para o Socialismo, o partido do antigo líder, Evo Morales.

A presidente interina não deu o seu apoio a nenhum dos restantes candidatos.

As sondagens sugerem que o antigo ministro da economia e candidato do Movimento para o Socialismo, Luis Arce, encabeça as preferências do eleitorado seguido do antigo presidente Carlos Mesa e do líder cívico Luis Fernando Camacho.

O antigo presidente, Evo Morales, abandonou a presidência no ano passado devido a alegações de fraude eleitoral.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA reforçam laços militares com América do Sul

Países da América do Sul exigem restabelecimento da "ordem democrática" na Venezuela

Direita vence eleições federais na Suíça