Última hora
This content is not available in your region

PM britânico impõe mais restrições

euronews_icons_loading
PM britânico impõe mais restrições
Direitos de autor  Matt Dunham/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou um novo pacote de medidas restritivas destinadas a combater a pandemia.

Entre elas, bares e restaurantes têm que encerrar até às dez horas da noite.

Numa reviravolta que está longe de ser a primeira, Johnson voltou agora a aconselhar as pessoas a trabalharem a partir de casa se possível.

"Nas últimas duas semanas as admissões hospitalares diárias em Inglaterra mais do que duplicaram. Dezenas de milhar de infeções em outubro, é certo, levariam a centenas de mortes em Novembro e esses números iriam continuar a crescer a não ser que tomemos medidas", disse Johnson na Câmara dos Comuns perante um número reduzido de deputados.

O correspondente da euronews em Londres, Tadhg Enright, acrescenta:

"Boris Johnson falou sobre encontrar um equilíbrio a cada etapa. Em etapas anteriores ele foi acusado de favorecer a economia, enquanto os seus homólogos na Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales continuavam a dizer às pessoas para trabalharem a partir de casa se possível. Em julho, Boris Johnson disse às pessoas para regressarem ao trabalho. Os ministros vieram a público dizer que era dever das pessoas regressarem ao trabalho e que arriscavam perder os empregos caso não o fizessem. Agora tem lugar uma nova mudança de política, ou como outras pessoas dizem, mais uma reviravolta, algo que já aconteceu várias vezes. Será que estas medidas serão suficientes para conter o vírus? Ainda assim, Boris Johnson deixou no ar a possibilidade de medidas mais restritas".