Última hora
This content is not available in your region

Voltam os combates à região de Nagorno-Karabakh

euronews_icons_loading
Voltam os combates à região de Nagorno-Karabakh
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O conflito armado regressa à região de Nagorno Karabakh.

As forças armadas do Azerbaijão e da Arménia retomaram os confrontos. Segundo os primeiros relatos, há mortos civis e militares.

O governo de Baku diz ter lançado uma contraofensiva após ataques do exército arménio; as autoridades de Yerevan acusam o Azerbaijão de ter desencadeado um ataque com mísseis sobre o território.

A Arménia decretou a mobilização geral e a lei marcial.

Segundo o ministério da Defesa do Azerbaijão, a Arménia violou o cessar-fogo que vigorava desde 1994 e lançou, às primeiras horas deste domingo, provocações em grande escala, com bombardeamentos intensivos contra as posições do exército do Azerbaijão na primeira linha da zona de conflito.

O primeiro-ministro arménio, Nikol Pashinián, denunciou uma ofensiva com ataques aéreos e mísseis contra o território de "Artsaj" - nome arménio de Nagorno Karabakh - e garantiu que o seu país fará tudo para proteger a pátria da invasão azerbaijana.

O conflito entre a Arménia e o Azerbaijão remonta aos tempos da União Soviética. Nos anos 80 o território de Nagorno Karabakh, de população maioritariamente arménia, pediu a incorporação na Arménia, tendo desencadeado uma guerra na qual perderam a vida 25 mil pessoas.