EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ilham Aliyev com eleição assegurada no Azerbaijão

Oposição boicota as eleições desta quarta-feira
Oposição boicota as eleições desta quarta-feira Direitos de autor Sergei Grits/AP
Direitos de autor Sergei Grits/AP
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As eleições antecipadas no Azerbaijão não reservam quaisquer surpresas, com a reeleição do atual homem-forte do país, Ilham Aliyev, assegurada à partida.

PUBLICIDADE

O Azerbaijãovai às urnas esta quarta-feira, numas eleições presidenciais antecipadas que não reservam quaisquer surpresas, já que Ilham Aliyev tem a reeleição assegurada. Os principais partidos da oposição decidiram boicotar o acontecimento.

A popularidade de Aliyev aumentou depois de o governo ter assumido o controlo total da região do Nagorno-Karabakh. E isso sente-se nas ruas da capital, Baku.

"Vou participar nas eleições e vou votar no líder vitorioso Ilham Aliyev", diz uma mulher. "Numa guerra de 44 dias, ele devolveu as nossas terras, que tinham estado sob ocupação durante muitos anos. Ele realizou muitas coisas, incluindo para os jovens", acrescenta.

"Foram criadas boas condições para os estudantes, para os mais velhos, para cada um de nós e o país está a prosperar. Além disso, a libertação de Karabakh, que esperávamos há 30 anos, tornou-se realidade. Por isso, vamos votar no nosso presidente", diz um homem.

Arif Hajili, líder do partido da oposição Musavat, diz que não há condições que permitam eleições democráticas: "Muitos jornalistas e ativistas políticos estão na prisão. Há mais de 200 presos políticos. A lei eleitoral tem problemas graves. As comissões eleitorais estão basicamente sob a influência das autoridades", diz.

Há mais de 200 presos políticos.
Arif Hajili
Líder do partido da oposição Musavat

A oposição acusa as autoridades de convocarem eleições antecipadas, com 14 meses de antecedência, para impedir que a oposição e o setor da população "que defende mudanças democráticas" se preparem para a votação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Azerbaijão e Arménia reafirmam a intenção de chegar a um tratado de paz

Azerbaijão e Turquia iniciam exercícios militares conjuntos

Forças russas retiram-se do Nagorno-Karabakh