EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Rússia e Turquia falaram sobre conflito em Nagorno-Karabakh

Rússia e Turquia falaram sobre conflito em Nagorno-Karabakh
Direitos de autor AP/Azerbaijan's Defense Ministry
Direitos de autor AP/Azerbaijan's Defense Ministry
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Conversações entre a Rússia e a Turquia, em lados opostos da barricada no conflito que opõe a Arménia e o Azerbaijão, sugerem progressos. Moscovo diz estar disponível para ajudar a "estabilizar a situação". O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia confirmou ter falado com o homólogo russo.

PUBLICIDADE

Conversações entre a Rússia e a Turquia, em lados opostos da barricada no conflito que opõe a Arménia e o Azerbaijão, sugerem progressos. Moscovo diz estar disponível para ajudar a "estabilizar a situação".

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia confirmou ter falado com o homólogo russo, mas recusou-se a comentar.

Na quinta-feira, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan defendeu que um cessar-fogo em Nagorno-Karabach passa por uma retirada das forças arménias do enclave separatista.

Os três líderes do grupo de Minsk, Donald Trump, Emmanuel Macron e Vladimir Putin, pediram à Arménia e ao Azerbaijão para pararem os ataques.

Na linha da frente em Nagorno-Karabakh, fortes combates continuam.

O ministro da Defesa arménio diz que as forças dispararam mísseis antiaéreos que derrubaram um drone perto da capital, Erevan.

Bombardeamentos sobre cidades azeris como Tartar terão matado um civil, segundo o ministério da Defesa do Azerbaijão. E causaram danos materiais.

O ministério também divulgou imagens que alegadamente mostram posições arménias a serem atacadas pelas forças do Azerbaijão.

Veículos militares e munições queimados foram supostamente abandonados pelas forças arménias.

Na quinta-feira, explosões de artilharia ecoaram na pequena cidade de Martuni na região de Nagorno-Karabach.

Quatro civis foram mortos e 11 ficaram feridos no bombardeamento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra aberta em Nagorno-Karabakh

Tribunal russo condena soldado americano a quase quatro anos de prisão por roubo

Kim e Putin encontram-se em Pyongyang para expandir a cooperação económica e militar