Última hora
This content is not available in your region

Trump tratado com antiviral Remdesivir

euronews_icons_loading
Trump tratado com antiviral Remdesivir
Direitos de autor  Alex Brandon/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump começou a ser tratado com o antiviral Remdesivir, depois de ter testado positivo ao coronavírus.

A notícia foi confirmada pelo médico da Casa Branca, Sean Conley, que afirmou que o presidente está "bastante bem" e "não precisa de qualquer suplemento de oxigénio", embora tenha sido transferido para o hospital militar Walter Reed, em Washington, onde se encontra "sob observação".

Antes de ser hospitalizado, Trump difundiu através do twitter um vídeo no qual agradece "a todos o enorme apoio" e afirma que "se sente bem" e que a Primeira Dama "também está muito bem".

Segundo a porta-voz do presidente norte-americano, Kayleigh McEnany, a hospitalização deverá durar "vários dias".

O chefe de Estado de 74 anos tinha anunciado o teste positivo à Covid-19, juntamente com a esposa, Melania, num tweet publicado na noite de quinta para sexta-feira, que bateu rapidamente o recorde de "likes".

O diretor de campanha de Trump, Bill Stepien, confirmou também ter testado positivo ao coronavírus.

A um mês das presidenciais, o rival democrata Joe Biden, várias vezes gozado por Trump devido às precauções sanitárias, não hesitou em relançar-se rapidamente em campanha.