Descoberta do vírus da hepatite C motiva Nobel da Medicina

Descoberta do vírus da hepatite C motiva Nobel da Medicina
Direitos de autor Niklas Elmahed / The Nobel Prize
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um cientista britânico e dois americanos foram distinguidos com o Nobel da Medicina pelas descobertas em torno do vírus da hepatite C.

PUBLICIDADE

O Nobel da Medicina deste ano foi atribuído a três virologistas: o britânico Michael Houghton e os americanos Harvey Alter e Charles Rice. Os três cientistas descobriram o vírus responsável pela hepatite C. O comité sueco declarou que os passos dados têm ajudado a "salvar milhões de vidas".

É o primeiro prémio desde 2008 a distinguir avanços relacionados com o estudo de vírus, facto que não pode passar despercebido em plena pandemia. Segundo a Organização Mundial de Saúde, todos os anos verificam-se cerca de 70 milhões de casos de infeção por hepatite C, que resultam em mais de 400 mil mortes.

As descobertas dos galardoados aumentaram radicalmente a eficácia dos tratamentos disponíveis que ainda têm, no entanto, custos elevados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Prémio Nobel da Paz para o Programa Alimentar Mundial

Prémio Nobel da polémica

SIDA pode deixar de ser ameaça à saúde pública em 2030, diz ONU