Última hora
This content is not available in your region

O "último adeus" de Juliette Gréco

euronews_icons_loading
O "último adeus" de Juliette Gréco
Direitos de autor  Francois Mori/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O último adeus de Juliette Gréco foi esta manhã, em Paris.

Na cerimónia fúnebre, discreta, estiveram presentes várias figuras públicas, incluindo o antigo presidente francês François Hollande e o atual, Emmanuel Macron.

Conhecida como a musa de Saint Germain des Près, Gréco interpertou canções dos grandes escritores e poetas do tempo em que viveu. Chegou a receber a legião de honra, em 2012.

Faleceu vítima de um AVC, no passado dia 23 de setembro.

Quem a recorda, fala de um "ícone", de "uma representante do feminismo", e "um exemplo para todos".

“Toda a sua história prova isso, ela é uma mulher que só pode servir de exemplo para nós hoje, e é verdade que é muito triste, é muito triste, para todas as mulheres”, contou à euronews uma parisiense.

Além dos convidados, muitas pessoas estiveram presentes no funeral para prestar homenagem à cantora francesa.