Última hora
This content is not available in your region

Prémio Nobel da Química para Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna

euronews_icons_loading
Prémio Nobel da Química para Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna
Direitos de autor  Academia Nobel
Tamanho do texto Aa Aa

O Prémio Nobel da Química 2020 foi atribuído a duas mulheres que reescreveram o código da vida, ao desenvolverem um método de edição do genoma.

O anúncio foi feito esta manhã pelo secretário-geral da Real Academia das Ciências da Suécia, Goran Hansson.

Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna criaram o chamado o CRISPR-Cas9, um método que permite alterar o ADN de plantas e animais e através do qual tem sido possível tratar ou melhorar algumas doenças genéticas.

Para além do prestígio, o Nobel contém também uma medalha de ouro e um montante financeiro de 10 milhões de coroas suecas, perto de um milhão de euros, montante que foi recentemente aumentado para se ajustar à inflação.

Este é o último dos Nobel científicos deste ano a ser conhecido. Falta ainda conhecer o da Economia, da Paz e da Literatura.