Última hora
This content is not available in your region

Conflito em Nagorno-Karabakh agrava-se

euronews_icons_loading
Conflito em Nagorno-Karabakh agrava-se
Direitos de autor  David Ghahramanyan/NKR InfoCenter PAN Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de pessoas participaram, na cidade azerbaijanesa de Barda, nos funerais das últimas vítimas mortais do conflito entre o Azerbaijão e a Arménia, em Nagorno-Karabakh.

Ambas as fações recusam divulgar o número de baixas militares, no entanto, o número de civis atingidos, em ambos os lados, não para de aumentar.

Na quinta-feira, Bacu acusou Erevan de ter atacado várias cidades e vilas azerbaijanesas.

Para tentar resolver o conflito entre as duas antigas repúblicas soviéticas, a Rússia anunciou que está a efetuar consultas entre com o Azerbaijão e a Arménia para se reunir em Moscovo os chefes da diplomacia dos dois países

As autoridades arménias acusaram o Azerbaijão de cometer um crime de guerra ao bombardear um edifício religioso, a "Catedral da Salvação", na cidade de Coucha. O Ministério azerbaijanês da Defesa negou as acusações, sublinhando que o seu exército não ataca monumentos históricos ou religiosos.