Última refém francesa no mundo é libertada

Última refém francesa no mundo é libertada
Direitos de autor STRINGER/AFP or licensors
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sophie Pétronin regressa a casa depois de ter sido sequestrada em 2016 no Mali

PUBLICIDADE

Sophie Pétronin foi libertada esta noite.

Considerada a última refém francesa no mundo, a funcionária de uma organização humanitária no Mali foi libertada depois de ter sido sequestrada por grupos extremistas islâmicos, em 2016.

A gaulesa de 75 anos garantiu que voltará, em breve, a Gao, no norte do Mali para se assegurar que a organização de ajuda às crianças que dirigia, continua a funcionar corretamente.

Pétronin afirmou que já passaram quase quatro anos desde que viu como os programas se estão a desenrolar, mas o financiamento continua. O filho assumiu o seu lugar e por isso confia que está tudo bem. No entanto, a humanitarista quer ir lá e ver tudo com os próprios olhos pois assumiu um compromisso. Pétronin frisou que "se assumirem um compromisso, vão até ao fim do vosso compromisso, senão terão perdido a razão de estar nesta terra".

Na rede social Twitter, o presidente francês afirmou estar aliviado com a libertação de Sophie Pétronin. Emmanuel Macron garantiu que irá recebê-la quando chegar a França esta sexta-feira.

Além da francesa, foi também libertado o ex-ministro maliano, Soumaïla Cissé, sequestrado durante a campanha presidencial em março deste ano, em Tombuctu.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU abandona Mali no momento em que os Wagner cimentam posição

Ressurgimento do terrorismo no Mali

Família italiana libertada após quase dois anos em cativeiro no Mali