Última hora
This content is not available in your region

Escalada de tensão entre gregos e turcos no mediterrâneo oriental

euronews_icons_loading
Navio turco Oruç Reis escoltado por navios de guerra
Navio turco Oruç Reis escoltado por navios de guerra   -   Direitos de autor  AP/IHA
Tamanho do texto Aa Aa

Tensão no mediterrâneo. A Grécia declarou ilegal e não autorizada a presença do navio turco de prospeção marítima, Oruç Reis. Atenas considera que a zona marítima lhe pertence. O alerta foi dado via o sistema internacional de mensagens marítimas, NAVTEX, depois de, no mesmo sistema, Ancara ter declarado que a atividade do navio foi estendida por mais 10 dias a partir deste domingo.

Desde agosto que Turquia e Grécia têm estado numa acesa guerra de palavras sobre a reivindicação das respetivas plataformas continentais e consequente direito de exploração de recursos marítimos no mediterrâneo oriental. Um conflito que também envolver Chipre e acende velhas rivalidades entre gregos e turcos.

"Não vamos tolerar reivindicações delinquentes, não toleramos ameaças de guerra, não aceitamos reivindicações unilaterais. Defenderemos a nossa soberania de todas as formas", declarou o ministro das Relações Externas, Nikos Dendias.

A Grécia declara que o uso da força é uma opção. A Nato condenou a escalada de tensão e apelou aos dois membros da aliança atlântica a respeitar o direito internacional para resolver um diferendo em que a União Europeia, de acordo com Atenas, não reagiu com a firmeza necessária.