Última hora
This content is not available in your region

Europeus poupam menos do que antes da pandemia

euronews_icons_loading
Europeus poupam menos do que antes da pandemia
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A Covid-19 não teve apenas um impacto imediato nas finanças domésticas, tem também implicações a longo prazo para os consumidores. Na Europa, quase 40% dizem que estão a poupar menos dinheiro para o futuro.

Segundo o estudo "Intrum ECPR – European Consumer Payment Report 2020, white paper COVID-19”, que que avaliou a forma como a pandemia está a afetar as finanças das famílias, as principais diferenças são registadas na Polónia, na Hungria e em Itália.

Portugal é o quinto país do continente onde a população está a poupar menos do que antes da Covid-19, em contraste com a Dinamarca, o país onde os consumidores sentem menos o impacto nas poupanças.

O estudo identifica uma clara divisão de género, com 47% das mulheres e 38% dos homens a afirmar que não conseguem poupar para a reforma, e revela que as faixas etárias dos 38 aos 44 anos e entre os 55 e os 64 anos são as que mostraram menos confiança.

As consequências a longo prazo da Covid-19 estão a tornar-se mais claras, com o Fundo Monetário Internacional a alertar para os riscos de um abrandamento económico global.

Esta quinta-feira, o supervisor do Banco Central Europeu afirmou que a Zona Euro enfrenta o risco de uma dupla recessão à medida que novas restrições económicas são postas em prática.