Última hora
This content is not available in your region

Equipas de resgate procuram sobreviventes em Esmirna

euronews_icons_loading
Equipas de resgate procuram sobreviventes em Esmirna
Direitos de autor  Emrah Gurel/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Numa corrida contra o tempo, equipas de resgate procuram desesperadamente por sinais de vida entre os escombros em Esmirna. A cidade turca foi fortemente castigada pelo impacto de um sismo de magnitude 7 na escala de Richter, registado esta sexta-feira na costa do mar Egeu, entre a Turquia e a ilha grega de Samos. Abalou a região de Mármara, tendo sido igualmente sentido em Istambul e na capital grega.

Vários edifícios cederam. Há registo de pelo menos 22 mortos e de mais de 700 feridos. Na ilha grega de Samos morreram duas pessoas e conta-se mais de uma dezena de feridos.

O sismo provocou uma subida do nível das águas, entrando pela cidade de Esmirna, levando tudo à sua passagem e espalhando um rasto de destruição.

Apesar da tragédia, também provocou uma rara abertura diplomática entre dois rivais históricos, com o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, a manifestar, por telefone, pesar ao presidente turco, Recep Tayyip Erdoğan.