Última hora
This content is not available in your region

Obama entra na campanha eleitoral para as presidenciais dos EUA

Access to the comments Comentários
De  Pedro Sacadura com Lusa
euronews_icons_loading
Obama entra na campanha eleitoral para as presidenciais dos EUA
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

No último fim de semana de campanha para as eleições presidenciais dos EUA, o candidato Joe Biden revelou uma arma secreta durante os comícios "drive-in" nas cidades de Flint e Detroit, no estado do Michigan, tradicionalmente democrata conquistado por Donald Trump em 2016.

O ex-presidente Barack Obama apresentou-se, este sábado, perante uma multidão em êxtase, aproveitando para seduzir o eleitorado afro-americano. Acusou Donald Trump de não levar a sério a pandemia nem a presidência e apresentou a alternativa: Joe Biden, um homem que diz ser responsável, honesto, trabalhador e humilde, a quem chama de irmão e que foi vice-presidente durante a sua administração.

Na Pensilvânia, Donald Trump proferiu um discurso focado nos trabalhadores brancos. Mostrou-se preocupado com fraude eleitoral, particularmente em Filadélfia, com população maioritariamente afro-americana importante para o destino de Biden no estado.

Trump conta com o apoio do eleitorado branco, rural e sem formação académica para conseguir a reeleição.

Joe Biden encerra a campanha na Pensilvânia. Já Donald Trump terá cerca de uma dúzia de eventos na contagem decrescente para 3 de novembro.