This content is not available in your region

Obama entra na campanha eleitoral para as presidenciais dos EUA

Access to the comments Comentários
De  Pedro Sacadura  com Lusa
euronews_icons_loading
Obama entra na campanha eleitoral para as presidenciais dos EUA
Direitos de autor  AP Photo

No último fim de semana de campanha para as eleições presidenciais dos EUA, o candidato Joe Biden revelou uma arma secreta durante os comícios "drive-in" nas cidades de Flint e Detroit, no estado do Michigan, tradicionalmente democrata conquistado por Donald Trump em 2016.

O ex-presidente Barack Obama apresentou-se, este sábado, perante uma multidão em êxtase, aproveitando para seduzir o eleitorado afro-americano. Acusou Donald Trump de não levar a sério a pandemia nem a presidência e apresentou a alternativa: Joe Biden, um homem que diz ser responsável, honesto, trabalhador e humilde, a quem chama de irmão e que foi vice-presidente durante a sua administração.

Na Pensilvânia, Donald Trump proferiu um discurso focado nos trabalhadores brancos. Mostrou-se preocupado com fraude eleitoral, particularmente em Filadélfia, com população maioritariamente afro-americana importante para o destino de Biden no estado.

Trump conta com o apoio do eleitorado branco, rural e sem formação académica para conseguir a reeleição.

Joe Biden encerra a campanha na Pensilvânia. Já Donald Trump terá cerca de uma dúzia de eventos na contagem decrescente para 3 de novembro.