Última hora
This content is not available in your region

Sistema de semáforos entra em vigor em Itália

euronews_icons_loading
Sistema de semáforos entra em vigor em Itália
Direitos de autor  AP Photo/Antonio Calanni
Tamanho do texto Aa Aa

O sistema de semáforos entra em vigor em toda a Itália. Está dividido em três níveis de risco com base em 21 indicadores, desde o número de infeções até a capacidade do sistema de saúde.

Segundo o governo de Giuseppe Conte é uma medida de último recurso, para evitar um novo confinamento nacional. Serão impostas novas restrições mais rigorosas conforme o risco de saturação dos hospitais. Algumas regiões voltaram às restrições impostas em março: Lombardia, Piemonte, Vale de Aosta e Calábria passam a ser consideradas como zona vermelha a partir da meia-noite.

A maior parte do território italiano foi classificada como zona amarela. Mantêm-se as restrições do recolher obrigatório, das 22h às 5 da manhã. Ensino à distância e os transportes públicos funcionam a 50% da capacidade. Os centros comerciais encerraram e nas zonas laranja e vermelhas, estão proibidas as viagens para fora do próprio município e as deslocações limitadas a motivos de trabalho, saúde ou emergência.

Nas zonas consideradas de risco máximo, todos os estabelecimentos comerciais fecharam à exceção das lojas consideradas essenciais. E, desta vez, as autoridades decidiram incluir livrarias e cabeleireiros nesta categoria. A classificação das zonas de risco gerou bastante polémica - os responsáveis das regiões a vermelho contestaram os dados que fundamentam a decisão.

Os parâmetros serão revistos de duas em duas semanas e qualquer possível levantamento das restrições será decidido com base na evolução da pandemia. Itália registou 450 vítimas mortais por Covid-19 nas últimas 24 horas. Com este novo sistema de semáforos, o governo italiano espera evitar mais tensões sociais.