Última hora
This content is not available in your region

OMS diz que Covid-19 está controlada no país

euronews_icons_loading
Mozambique
Mozambique   -   Direitos de autor  LUSA
Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial de Saúde diz que a baixa taxa de mortalidade em Moçambique, ligada à pandemia de Covid-19, significa que a situação está controlada, e que foi possível atenuar a curva epidémica de novos casos, graças às medidas tomadas desde início da propagação do vírus no país e ao apoio dado pelos parceiros de desenvolvimento e das agências das Nações Unidas.

Uma informação avançada à agência Lusa pelo representante interino da OMS em Maputo, Tomás Valdez:

"A pandemia aqui em Moçambique está sob controlo, basta olhar para a taxa de mortalidade que é de 0,8, e dizer que, de facto, as medidas que foram tomadas surtiram efeito e os recursos que foram canalizados também. As pessoas são rastreadas desde que se identificou o primeiro caso em Moçambique a 22 de março de 2020 já ultrapassa os três milhões".

Quando comparado com os outros países da região é ainda mais evidente que foram implementadas as medidas adequadas, acrescentava o referido responsável:

"Se nós olharmos para os números de Moçambique e compararmos com os números a nível da região africana da OMS, vemos que os indicadores relativamente à resposta a esta pandemia têm sido bastantes bons".

No início desta crise pandémica Moçambique pediu mais de 590 milhões de euros aos parceiros para enfrentar os choques económicos, sanitários e sociais. Com esse dinheiro conseguiu, e entre outras coisas, criar centros de internamento, laboratórios e formar profissionais de saúde.

No país há a lamentar pouco mais de uma centena de mortes, devido ao novo coronavírus, um número relativamente baixo quando comparado com o país africano mais atingido, a África do Sul, que conta com mais de 20 mil. O país tem, atualmente, cerca de 350 casos ativos da doença e menos de 14.500 pessoas foram infetadas, no total.