Escócia aprova acesso gratuíto a pensos e tampões

Tampão higiénico Tampliner da B-corp Callaly
Tampão higiénico Tampliner da B-corp Callaly Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Escócia tornou-se no primeiro país do mundo a garantir às mulheres o acesso gratuito permanente a produtos de higiene feminina. A medida foi aprovada por unanimidade no parlamento escocês e concede o direito legal ao acesso aos produtos nos edifícios públicos.

PUBLICIDADE

A Escócia tornou-se no primeiro país do mundo a garantir às mulheres o acesso gratuito permanente a produtos de higiene feminina. A medida foi aprovada por unanimidade no parlamento escocês e concede o direito legal ao acesso aos produtos nos edifícios públicos.

A batalha foi liderada por Monica Lennon, do Partido Trabalhista Escocês. "Os períodos são uma coisa natural que faz parte da vida mas pode ser bastante dispendioso. Durante a campanha nos últimos quatro anos deparamo-nos com miúdas que não conseguiam comprar os produtos ou tinham vergonha de pedir a membros da família para comprar pensos ou tampões e isso pode ser uma experiência stressante, em particular para as pessoas mais jovens", declarou à Euronews.

A menstruação dura em média cinco dias e a compra de pensos e tampões pode custar cerca de 10 euros por mês, um custo elevado para algumas mulheres, especialmente jovens.

O impacto na escolaridade é também um dos pontos em que a lei pretende atuar. De acordo com um estudo, quase metade das jovens analisadas pela pesquisa faltaram às aulas por causa do período.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Morreu John Lewis, líder histórico dos direitos civis

UE reforça defesa dos direitos dos passageiros

"Estado da União": Direitos laborais na estratégia pós-pandemia