Última hora
This content is not available in your region

Etiópia autoriza acesso humanitário ao Tigray

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Etiópia autoriza acesso humanitário ao Tigray
Direitos de autor  Nariman El-Mofty/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O governo da Etiópia chegou a acordo com a ONU para autorizar um acesso humanitário "sem restrições" à região do norte do país cortada há um mês do resto do mundo pelo conflito armado com os rebeldes da Frente Popular de Libertação do Tigray.

Desde o início da ofensiva lançada por Addis Abeba contra os dissidentes no Tigray, as Nações Unidas alertam para uma possível catástrofe humanitária.

Antes das hostilidades, cerca de 600.000 pessoas dependiam totalmente das ajudas para obter alimentos.

Nas quatro semanas de conflito, pelo menos 45.000 terão procurado refúgio em campos no vizinho Sudão, que abriu as portas aos que fugiam dos combates, mas que também fortaleceu bastante a presença militar na fronteira, para tentar evitar a inflitração de grupos armados no território sudanês.

A televisão etíope anunciou esta terça-feira que a ex-presidente da Câmara Alta do Parlamento Keria Ibrahim, "uma dos nove líderes" rebeldes, se entregou às forças federais.