Última hora
This content is not available in your region

UE pondera uma união europeia da saúde

Access to the comments Comentários
De  Joao Duarte Ferreira
euronews_icons_loading
UE pondera uma união europeia da saúde
Direitos de autor  Stephanie Lecocq/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto muitos hospitais por toda a Europa continuam a lutar contra a pandemia prosseguem os debates sobre as estratégias adotadas por diferentes países, em particular países como Espanha e a Suécia.

"A pandemia atinge níveis diferentes consoantes as regiões de Espanha, e nós estamos a ajustar as medidas à situação que se vive em cada região. Como já disse, temos muito, muito cuidado quanto ao alívio das restrições", defende Salvador Illa, ministro espanhol da saúde.

Darren McCaffrey, euronews:

"A Suécia seguiu uma estratégia diferente dos restantes 26 países da União Europeia, que passaram pelo confinamento, e tudo sugere que não funcionou?"

"Você está completamente enganado ao colocar as coisas dessa perspetiva simplista. Volto a dizer que tivémos muitas restrições na Suécia e as pessoas alteraram as suas vidas de forma radical, mas não chegámos a ter esse tipo de confinamento", responde Lena Hallengren, a ministra sueca da saúde.

Deve a Europa procurar coordenar melhor as ofertas de saúde? Em Bruxelas, os eurodeputados do grupo Socialistas e Democratas (S&D) anunciaram os seus planos.

"Podemos avançar muito com os poderes que já existem, é fundamental que todos os cidadãos da União Europeia tenham o mesmo direito a cuidados de saúde de qualidade a um preço acessível.
Já vimos que nem sempre é o caso. É frequente que os mais vulneráveis tenham mais problemas em aceder a medicamentos, ou certos tratamentos. Por um lado existem aqueles com menos recursos económicos e por outro lado, os idosos, estes foram os dois grupos que mais sofreram com esta pandemia", afirma a eurodeputada Iratxe García do grupo dos Socialistas & Democratas.

Darren McCaffrey, euronews:

"Quais as implicações práticas de uma união da saúde para os cidadãos europeus?"

"A saúde é uma competência nacional muito importante, para mim e para o ministro sueco dos Assuntos Sociais, é muito importante dizer que a saúde é fundamental para o nosso sistema de segurança social, mas é claro que precisamos de cooperar de forma a garantir este valor acrescentado para a União Europeia. Penso que a questão de como estamos a lidar com a vacina é um bom exemplo", defende a alta responsável sueca da saúde Lena Hallengren.

Para o ministro espanhol da saúde, Salvador Illa, "significa melhor coordenação entre os estados-membros para lutarmos contra pandemias futuras, significa mais investimento em sistemas de saúde em toda a Europa, e significa melhor preparação para o futuro, as próximas questões de saúde, e quer dizer que é preciso enfrentar um dos pilares da segurança social, trata-se de um projeto para a União Europeia", conclui o ministro espanhol da saúde, Salvador Illa.