EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Câmara de Paris multada por excesso de mulheres

Câmara de Paris multada por excesso de mulheres
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Ricardo Figueira
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Caso remonta a 2018. A lei que ditou a condenação foi revogada no ano passado.

PUBLICIDADE

Multada por ter demasiadas mulheres em postos de direção: A condenação atingiu agora a Câmara Municipal de Paris, por um caso de 2018. As leis para a paridade fizeram-se impedir o domínio masculino nos postos hierarquicamente superiores, mas, como todas as leis, funcionam para os dois lados. A Presidente da Câmara Anne Hidalgo até mostrou algum orgulho ao publicar no twitter que iria pessoalmente, com as outras mulheres dirigentes, pagar o cheque de 90 mil euros.

A ministra da Função Pública, Amélie de Montchalin, respondeu dizendo que esta disposição, que considera absurda, foi revogada no ano passado. Diz que o dinheiro da multa deve ser investido na promoção das mulheres na Função Pública.

Também a antiga candidata presidencial norte-americana Hillary Clinton se mostrou solidária para com a autarca parisiense.

Anne Hidalgo preside à Câmara de Paris desde 2014 e foi reeleita em 2020, com o apoio da maioria da esquerda francesa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Oitenta anos depois, a França assinala o direito de voto das mulheres

Repressão talibã: França resgata oito mulheres e crianças afegãs refugiadas no Paquistão

Misoginia online: Será que a detenção de Andrew Tate significa o fim da "manosfera"?