Última hora
This content is not available in your region

Câmara de Paris multada por excesso de mulheres

De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Câmara de Paris multada por excesso de mulheres
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Multada por ter demasiadas mulheres em postos de direção: A condenação atingiu agora a Câmara Municipal de Paris, por um caso de 2018. As leis para a paridade fizeram-se impedir o domínio masculino nos postos hierarquicamente superiores, mas, como todas as leis, funcionam para os dois lados. A Presidente da Câmara Anne Hidalgo até mostrou algum orgulho ao publicar no twitter que iria pessoalmente, com as outras mulheres dirigentes, pagar o cheque de 90 mil euros.

A ministra da Função Pública, Amélie de Montchalin, respondeu dizendo que esta disposição, que considera absurda, foi revogada no ano passado. Diz que o dinheiro da multa deve ser investido na promoção das mulheres na Função Pública.

Também a antiga candidata presidencial norte-americana Hillary Clinton se mostrou solidária para com a autarca parisiense.

Anne Hidalgo preside à Câmara de Paris desde 2014 e foi reeleita em 2020, com o apoio da maioria da esquerda francesa.