Última hora
Advertising
This content is not available in your region

João Neto quer Angola menos dependente do petróleo

euronews_icons_loading
João Neto
João Neto   -   Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Angola precisa de diminuir a sua dependência do petróleo e desenvolver uma estratégia para diversificar a economia. O caminho a seguir pela economia angolana foi traçado pelo embaixador do país em Pequim, João Neto, durante uma entrevista à televisão pública chinesa.

De acordo com o diplomata, Angola tem vários recursos em abundância, como a agricultura, a água, o clima, a pesca e as minas, pelo que a dependência do petróleo será diminuída gradualmente. Uma posição que reflete o discurso atual do governo angolano.

João Neto lembrou as boas relações históricas entre os dois países e os investimentos do país asiático em infraestruturas em território angolano e apesar de admitir que Angola precisa da China, sublinhou que os dois países se complementam.

Para o representante angolano em Pequim, o executivo de João Lourenço tem conseguido resultados positivos na luta contra a corrupção, o que ajuda a atrair investimento estrangeiro. Angola tem planos para privatizar perto de 200 empresas até 2022.