Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Multidão de alemães em estância de esqui

euronews_icons_loading
Apesar da polícia alemã ter cortado as estradas de acesso, milhares juntaram-se na montanha
Apesar da polícia alemã ter cortado as estradas de acesso, milhares juntaram-se na montanha   -   Direitos de autor  Michael Probst/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Com os números da pandemia a crescerem e as restrições mais apertadas, em período de festividades, muitos alemães optaram por viajar até à montanha. Um fenómeno que levou uma multidão às ruas da pequena localidade de Winterberg.

Um pai de família afirma: "A certa altura já não sabemos o que fazer. São dias de Natal, temos uma criança, está tudo fechado. Não sabemos onde ir. Não temos neve, não temos parques, então, pensámos, vamos fazer uma viagem de um dia".

Se bem pensaram, melhor fizeram e muitos com o mesmo pensamento conseguiram criar um verdadeiro caos. Mesmo com as lojas, bares, restaurantes e espaços culturais encerrados, as ruas da localidade ficaram inundadas de pessoas e de carros.

O primeiro-ministro da Renânia do Norte-Vestefália,Armin Laschet, pede às pessoas que fiquem em casa, lembrando os riscos de contágio, numa altura em que o vírus está tão ativo na população e o presidente da câmara de Winterberg, Michael Beckmann, mostra-se bastante preocupado.

"Como Presidente da Câmara, estou evidentemente preocupado com a saúde e a proteção da população da nossa cidade, e este é de facto um enorme desafio, o que estamos a viver atualmente".

A Alemanha registou nas últimas 24 horas, 1129 mortos e um total de 22,459 novas infeções.

É a primeira vez desde o início da pandemia que o país regista mais de mil mortos num só dia.

O país vive uma segunda vaga da pandemia com medidas muito restritivas que vão estar em vigor, pelo menos, até 10 de janeiro