Última hora
This content is not available in your region

Nancy Pelosi apela à destituição imediata de Donald Trump

euronews_icons_loading
Nancy Pelosi, líder da Câmara dos Representantes
Nancy Pelosi, líder da Câmara dos Representantes   -   Direitos de autor  AP Photo/J. Scott Applewhite
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente-eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, descreveu o ataque de quarta-feira contra o Capitólio em Washington como um dos dias mais sombrios da história da nação.

Biden condenou os apoiantes do presidente Trump descrevendo-os como "terroristas domésticos".

"O que testemunhámos na quarta-feira não foi dissensão, não foi desordem, não foi protesto. Foi caos. Eles não estavam a protestar, não são manifestantes. Era uma multidão furiosa, insurrecionista, terroristas domésticos", acusou o presidente-eleito que assume funções a partir de 20 de janeiro.

A líder dos democratas na Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, apelou igualmente ao afastamento de Donald Trump e afirma que a Câmara dos Representantes está preparada para agir.

A 25ª Emenda da Constituição norte-americana permite ao vice-presidente e à maioria do governo declarar o presidente como incapaz.

Esta emenda contudo nunca foi invocada.

"Junto-me à líder democrata do Senado e apelo ao vice-presidente para destituir este presidente imediatamente invocando a 25ª emenda constitucional. Se o vice-presidente e o governo não agirem o Congresso poderá avançar com a destituição", apelou a líder da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi.

O senador republicano Lindsay Graham afirma que a presidência de Trump foi manchada pelos acontecimentos de quarta-feira. G

raham apelou à investigação das circunstâncias que permitiram o ataque ao Capitólio.

"As pessoas sentadas nas cadeiras deviam estar na prisão. As pessoas que atacaram a polícia precisam de enfrentar a lei. Alguns podem mesmo ser acusados de conspiração", adiantou o senador Graham.

Pelo menos quatro pessoas perderam a vida nos confrontos, entre elas, uma mulher.