EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Eleições no Quirguistão e no Cazaquistão

Eleições no Quirguistão e no Cazaquistão
Direitos de autor Vladimir Voronin/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Vladimir Voronin/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os eleitores do Quirguistão e do Cazaquistão foram chamados às urnas, este domingo, para votarem nas presidenciais e legislativas, respetivamente.

PUBLICIDADE

Os eleitores do Quirguistão elegem, este domingo, o presidente e votam várias emendas constitucionais que visam alterar a forma de Governo, dando primazia ao parlamento ou à presidência.

O populista Sadyr Japarov é o favorito à vitória este domingo. Libertado da prisão pelos seus apoiantes, em outubro, Japarov assumiu a presidência interina do Quirguistão, depois de o presidente Sooronbai Jeenbekov ter sido forçado a renunciar.

O país entrou numa crise política depois das legislativas de 4 de outubro. Os resultados das eleições vencidas por partidos próximos ao presidente Jeenbekov foram contestados e geraram protestos e confrontos, que provocaram um morto e 1200 feridos.

No Cazaquistão, os eleitores também foram chamados às urnas, este domingo, para votarem nas legislativas. O partido no poder é o favorito, já que o único partido da oposição autorizado neste país, o Partido Nacional Social Democrata, decidiu não participar nas eleições, em sinal de "protesto".

O presidente Kassym-Jomart Tokayev prometeu reformas políticas desde que foi eleito há dois anos, com o apoio do seu antecessor Nursultan Nazarbayev, que renunciou em 2019, após quase três décadas no poder.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quirguistão e Tajiquistão acordam cessar-fogo em conflito sangrento

Lituanos voltam às urnas para a segunda volta das eleições presidenciais

Eleições europeias: O que é que os eleitores querem e o que é que os candidatos prometem?