Mais de 43 milhões de hectares perdidos com a desflorestação

Mais de 43 milhões de hectares perdidos com a desflorestação
Direitos de autor Andre Penner/AP Photo
Direitos de autor Andre Penner/AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Segundo o Fundo Mundial para a Natureza, o valor foi atingido em dez anos, entre 2004 e 2017

PUBLICIDADE

Em pouco mais de uma década, entre 2004 e 2017, 43 milhões de hectares foram perdidos com a desflorestação . O alerta chega do Fundo Mundial para a Natureza.

O novo relatório da organização, divulgado esta quarta-feira, aponta o dedo ao aumento dos terrenos destinados à agricultura e pecuária, à construção de estradas, à mineração e aos os incêndios florestais.

Com duas frentes de destruição, a Amazónia e o Cerrado, o Brasil entra em estado de alerta porque, a curto prazo, pode ser o local de origem de novas doenças infecciosas.

O Fundo Mundial para a Natureza responsabiliza governos e empresas e pede aos cidadãos de todo o mundo para limitarem o consumo de proteína animal e assim reduzirem a pressão sobre as florestas.

O Fundo pede ainda à Comissão Europeia uma legislação "ambiciosa", que garanta um mercado europeu sem produtos ligados à desflorestação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Florestas: "Ouro verde" da UE enfrenta muitas ameaças

Alerta para a desflorestação mundial

Desflorestação na Amazónia aumenta quase 64% em abril