Última hora
This content is not available in your region

Portugal recolhe votos porta a porta

euronews_icons_loading
Voto antecipado
Voto antecipado   -   Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Tempos extraordinários exigem medidas extraordinárias e as Presidenciais portuguesas são o exemplo perfeito. Pela primeira vez foi realizada uma recolha de votos porta a porta para garantir a participação de quem está impossibilitado de sair à rua. Todas as precauções sanitárias foram garantidas antes de visitar as perto de 13 mil pessoas inscritas para voto antecipado, entre doentes de covid-19, pessoas em isolamento profilático e idosos em lares de terceira idade.

O escrutínio está marcado para o próximo domingo na primeira vez que se realizam eleições durante o estado de emergência em Portugal. A pandemia terá seguramente impacto na afluência às urnas.

Marcelo Rebelo de Sousa, teme que uma abstenção elevada se traduza na realização de uma segunda volta. A última sondagem, realizada pela Universidade Católica para RTP e Público, indica que o Presidente e candidato tem vindo a baixar nas intenções de voto, ainda assim está no bom caminho para vencer na primeira volta, reunindo 63% das preferências.

A sondagem revela ainda que Ana Gomes se mantém em segundo lugar, com 14% das intenções de voto, mas viu André Ventura aproximar-se. Mais à esquerda, João Ferreira deixou Marisa Matias para trás.