Última hora
This content is not available in your region

Rússia e Roménia reabrem equipamentos

euronews_icons_loading
Rússia e Roménia reabrem equipamentos
Direitos de autor  Alexander Zemlianichenko/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto países como Portugal apertam as regras do confinamento, noutros a quebra nos números da Covid-19 está a levar a decisões no sentido contrário. É o caso da Rússia. As autoridades municipais de Moscovo decretaram a reabertura de museus, salões de exposições e bibliotecas. Todas estas instalações estavam fechadas há dois meses. Os cinemas, teatros e salas de concerto, que estavam já abertos, podem agora receber mais visitantes, com a capacidade limitada a 50%.

Também Espanha parece um oásis de cultura, numa Europa em que a tendência atual é para o fecho. O Teatro Real de Madrid celebrou uma gala com 1200 espetadores, que seguiu um protocolo sanitário rígido. O teatro gastou cerca de um milhão de euros no reforço da segurança sanitária, incluindo num sistema de desinfeção do auditório.

Os equipamentos culturais em Espanha reabriram em setembro e não voltaram a encerrar. No entanto, essa hipótese não está afastada, já que também aqui os números da pandemia estão a crescer.

Na Roménia, foram reabertos os restaurantes, bares, cafés, teatros, cinemas e casinos, com a condição de funcionarem apenas com 30% da capacidade. O anúncio desta reabertura acontece na mesma altura em que se confirma que dois habitantes da capital, Bucareste, estão infetados com a nova estirpe do SARS-CoV-2 originária do Reino Unido.