Última hora
This content is not available in your region

Variante brasileira do novo coronavírus em Portugal

euronews_icons_loading
Lisboa, Portugal
Lisboa, Portugal   -   Direitos de autor  Euronews/RTP
Tamanho do texto Aa Aa

A variante brasileira do novo coronavírus poderá estar já em Portugal. Um laboratório detetou, na grande Lisboa, dois casos que acredita estarem ligados a esta variante.

As autoridades portuguesas de Saúde foram notificadas é preciso agora confirmação por parte do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Mas tudo aponta para uma resposta positiva.

A estirpe, que especialistas brasileiros dizem ser mais transmissível que as já conhecidas, ainda não tinha sido reportada em Portugal. Detetá-la é, de facto, mais complicado, tal como a sul africana.

Luís Menezes, diretor executivo da Unilabs Portugal - o laboratório que testou as amostras, explica que ao contrário do que se passa com a variante inglesa - que é detetada porque se é visível a falta de um gene, o da proteína Spike - nestes dois casos isso não acontece e é preciso analisar "por amostragem (...) porque os testes não dão nenhum sinal específico".

Os casos reportados em Portugal serão uma espécie de descendência da variante brasileira, conhecida por P.1 e que foi detetada, pela primeira vez, em Manaus, no estado do Amazonas, no Norte do Brasil.

Manaus transformou-se numa espécie de estudo de caso para uma série de cientistas que tentavam compreender como é que uma cidade altamente afetada pela Covid-19 na primeira vaga voltava, em dezembro, a ser particularmente afetada pelo vírus. Tendo sido detetados vários casos de reinfecção.

As mutações genéticas dos vírus são normais mas há umas que são mais preocupantes. Será caso da P.1 que poderá ser mais infecciosa e representar uma ameaça maior para quem a contrai.

Editor de vídeo • Nara Madeira

Outras fontes • RTP