EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

"Situação crítica" nos hospitais impõe recolher obrigatório em Brasília

Local improvisado para acolher mais doentes Covid no hospital HRAN
Local improvisado para acolher mais doentes Covid no hospital HRAN Direitos de autor Eraldo Peres/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Eraldo Peres/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O recolher obrigatório entre as 22h e as 5h vai estar em vigor até 22 de março face a uma situação crítica de lotação nas unidades de cuidados intensivos. Quem desrespeitar pode ser multado em até 2000 reais (285 euros).

PUBLICIDADE

Brasília está sob um recolher obrigatório entre as 10 da noite e as 5 horas da manhã. Entrou em vigor na segunda-feira e permanece até 22 dia, devido à situação crítica das unidades de cuidados intensivos dos hospitais do Distrito Federal com uma lotação de internados por Covid-19 acima dos 90%.

Isentos estão funcionários de serviços essenciais. Quem desrespeitar pode ser multado em até 2000 reais (285 euros). O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar as restrições por considerar que estrangula a economia.

Mas são várias as cidades e Estados brasileiros que decretaram medidas semelhantes.

O Brasil tem batido recordes de mortes por dia devido ao coronavirus. A média em 47 dias é de 1.540 óbitos. No total, dos mais de 11 milhões de casos, já morreram quase 267 mil pessoas.

Além das restrições, a esperança residente na vacinação. Já foram feitas pouco mais de 11 milhões de inoculações, de acordo com as informações disponibilizadas pelas secretarias de Saúde.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

São Paulo bate recorde de mortos e ministro alarga vacinação no adeus

Variante brasileira do novo coronavírus em Portugal

Hajj: peregrinação à cidade santa de Meca pelos muçulmanos