Última hora
This content is not available in your region

Kosovo escolhe a mudança

euronews_icons_loading
Kosovo escolhe a mudança
Direitos de autor  Visar Kryeziu/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar das restrições por causa da pandemia e dos pedidos para a vitória ser celebrada em casa, centenas de apoiantes do Autodeterminação de Albin Kurti juntaram-se numa das praças centrais de Pristina.

A esquerda nacionalista venceu as eleições deste domingo no Kosovo. O país escolheu a mudança. Os apoiantes falam na “libertação do governo e do povo” e dizem que “foi feita justiça e chegou o momento da pessoa certa liderar o país”.

Antigo prisioneiro político, Albin Kurti fez uma campanha centrada na luta contra a corrupção. Acusou as elites tradicionais de desperdiçarem os primeiros anos de independência do país com má gestão.

No primeiro discurso depois da vitória, disse que “um referendo a favor da justiça, do emprego e contra a corrupção foi ganho, algo que não acontecia desde a guerra”.

Instabilidade política

As legislativas no Kosovo foram antecipadas depois do Tribunal Constitucional ter considerado ilegal a eleição que, em junho do ano passado, deu a vitória ao governo conservador do ainda primeiro-ministro Avdulah Hoti.

Desta vez, Hoti e a Liga Democrática do Kosovo ficam em terceiro lugar atrás do Partido Democrático do Kosovo.

A eleição deste domingo aconteceu no meio da pandemia, de uma recessão económica e de um impasse nas negociações com Belgrado.

Um cenário difícil para o futuro governo que terá como principais prioridades reduzir o desemprego e combater o crime organizado e a corrupção.