Última hora
This content is not available in your region

Robô da Nasa captou as primeiras imagens de Marte

euronews_icons_loading
Robô da Nasa captou as primeiras imagens de Marte
Direitos de autor  NASA/JPL-Caltech via AP
Tamanho do texto Aa Aa

Foram momentos de grande tensão e de concentração os que antecederam a descida do Perseverance para a superfície de Marte. Mas correu tudo como esperado.

O robô já captou as primeiras imagens. O Perseverance tem 25 câmaras e dois microfones para captar Marte como nunca antes foi registado.

Mas a principal missão é colher amostras que permitam responder à questão sobre se há ou houve vida em Marte.

A missão poderá durar vários anos. Para já centra-se numa cratera que foi, há muitos milhões de anos, um lago.

Thierry Fouchet, professor da universidade Pierre et Marie Curie, em França, explica que "recolher amostras vai ser difícil, porque não é fácil a perfuração em Marte". O objetivo é conseguir 40 amostras, "o que já seria um feito". E estas têm de ser escolhidas criteriosamente: "temos apenas 40 por isso não queremos cometer nenhum erro, e para isso precisamos de ser muito específicos no que queremos, ou seja, o que é que é melhor para atingirmos o objetivo de procurar vida em Marte", adianta este professor francês.

O projeto é da NASA mas parte da tecnologia utilizada, nos instrumentos a bordo, por exemplo, do conhecimento e alguns cientistas são europeus.

Quem também "contribuiu" para este feito foi uma vila remota da Bósnia já que a cratera junto da qual o Preserverance aterrou lhe deve o nome, Jezero.

A vila juntou-se num complexo desportivo para assistir ao evento e a expectativa era grande sobretudo porque a curiosidade de confirmar se há vida noutro planeta é grande.

Outras fontes • NASA