Última hora
This content is not available in your region

Morreu o pai do touro de "Wall Street"

euronews_icons_loading
Morreu o pai do touro de "Wall Street"
Direitos de autor  Mark Lennihan/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Morreu o escultor italiano Arturo Di Modica, autor do célebre touro em bronze, símbolo de Wall Street em Nova Iorque. O artista lutava contra um cancro há vários anos e faleceu na noite de sexta-feira para sábado.

O escultor siciliano era conhecido essencialmente pelo touro de mais de três toneladas em bronze, batizado de "the charging bull", em português "touro em investida", uma obra financiada pelo próprio e instalada na ilegalidade.

Custou a "módica" quantia de 350 mil dólares, as poupanças de Di Modica, e serviu de presente aos nova-iorquinos depois do crash bolsista de 1987, como reconhecimento pela sua prosperidade depois de ter chegado à capital financeira norte-americana sem dinheiro.

As autoridades retiraram a estátua mas a luta popular obrigou a cidade da grande maçã a aceitá-la.

Dizem os supersticiosos que dá sorte tocar no nariz, nos chifres ou nos testículos.

Arturo Di Modica tinha 80 anos.