EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Morreu o pai do touro de "Wall Street"

Morreu o pai do touro de "Wall Street"
Direitos de autor Mark Lennihan/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Mark Lennihan/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O escultor Arturo di Modica que financiou, esculpiu e ofereceu na ilegalidade o touro em bronze de "Wall Street" morreu aos 80 anos. O touro foi um presente do siciliano à cidade depois do "crash" bolsista de 1987.

PUBLICIDADE

Morreu o escultor italiano Arturo Di Modica, autor do célebre touro em bronze, símbolo de Wall Street em Nova Iorque. O artista lutava contra um cancro há vários anos e faleceu na noite de sexta-feira para sábado.

O escultor siciliano era conhecido essencialmente pelo touro de mais de três toneladas em bronze, batizado de "the charging bull", em português "touro em investida", uma obra financiada pelo próprio e instalada na ilegalidade.

Custou a "módica" quantia de 350 mil dólares, as poupanças de Di Modica, e serviu de presente aos nova-iorquinos depois do crash bolsista de 1987, como reconhecimento pela sua prosperidade depois de ter chegado à capital financeira norte-americana sem dinheiro. 

As autoridades retiraram a estátua mas a luta popular obrigou a cidade da grande maçã a aceitá-la.

Dizem os supersticiosos que dá sorte tocar no nariz, nos chifres ou nos testículos.

Arturo Di Modica tinha 80 anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estátua centenária de Jesus Cristo leva fiéis às ruas

Turista destroi dedos dos pés de uma estátua de Canova

Londres protege estátuas contra atos de vandalismo